::Eu::

 

::Meu Humor::

 

::E-mail::



bragalia@uol.com.br

:: LINK-ME ::









::MURAL::


::Os Arquivos::



11/06/2006 a 17/06/2006>
04/06/2006 a 10/06/2006>
16/04/2006 a 22/04/2006>
09/04/2006 a 15/04/2006>
16/10/2005 a 22/10/2005>
14/08/2005 a 20/08/2005>
31/07/2005 a 06/08/2005>
24/07/2005 a 30/07/2005>
17/07/2005 a 23/07/2005>
03/07/2005 a 09/07/2005>
26/06/2005 a 02/07/2005>
05/06/2005 a 11/06/2005>
15/05/2005 a 21/05/2005>
17/04/2005 a 23/04/2005>
03/04/2005 a 09/04/2005>
27/03/2005 a 02/04/2005>
20/03/2005 a 26/03/2005>
06/03/2005 a 12/03/2005>
27/02/2005 a 05/03/2005>
13/02/2005 a 19/02/2005>
06/02/2005 a 12/02/2005>
30/01/2005 a 05/02/2005>
23/01/2005 a 29/01/2005>
16/01/2005 a 22/01/2005>
09/01/2005 a 15/01/2005>
02/01/2005 a 08/01/2005>
26/12/2004 a 01/01/2005>
19/12/2004 a 25/12/2004>
12/12/2004 a 18/12/2004>
05/12/2004 a 11/12/2004>
28/11/2004 a 04/12/2004>
21/11/2004 a 27/11/2004>
14/11/2004 a 20/11/2004>
07/11/2004 a 13/11/2004>
31/10/2004 a 06/11/2004>
24/10/2004 a 30/10/2004>
17/10/2004 a 23/10/2004>
10/10/2004 a 16/10/2004>
03/10/2004 a 09/10/2004>
26/09/2004 a 02/10/2004>
19/09/2004 a 25/09/2004>
12/09/2004 a 18/09/2004>
29/08/2004 a 04/09/2004>
22/08/2004 a 28/08/2004>
08/08/2004 a 14/08/2004>
01/08/2004 a 07/08/2004>
25/07/2004 a 31/07/2004>
18/07/2004 a 24/07/2004>
11/07/2004 a 17/07/2004>
04/07/2004 a 10/07/2004>
27/06/2004 a 03/07/2004>
20/06/2004 a 26/06/2004>
13/06/2004 a 19/06/2004>
06/06/2004 a 12/06/2004>
30/05/2004 a 05/06/2004>
23/05/2004 a 29/05/2004>
16/05/2004 a 22/05/2004>
09/05/2004 a 15/05/2004>
02/05/2004 a 08/05/2004>
25/04/2004 a 01/05/2004>
18/04/2004 a 24/04/2004>
11/04/2004 a 17/04/2004>
04/04/2004 a 10/04/2004>
28/03/2004 a 03/04/2004>
21/03/2004 a 27/03/2004>
14/03/2004 a 20/03/2004>
07/03/2004 a 13/03/2004>




::Meus Amigos::


Por Tanto Amor (my life)
A vida Escrita à Mão
Antes feio, o blog
Coisas de Tio
Mar da Poesia
Mudança de Ventos
Meu Porto
HoraDoCafé
O meu Caminhar
Pobre Poeta
Pedra Brasileira
Um Barco
uma vida um poko diferente
Zumbi Escutando Blues
Imagens/Fotos p Blogs
Mais Imagens
Impressoes De Ontem
Cartas De Elise
Nasci Pra Amar Voce
Retalhos e Pensamentos
Recanto Do Celta
W r i t i n g
Noites Em Claro do Benno
Contra-indicado para diabéticos



Indique esse Blog


::Ouvindo::


Sem_Musica

 

::Layout por::

::Fotografados::

Contador:




Nascemos amando... e morremos sem saber .

Nao houve um dia de festa para a chegada do amor

Ao nascermos já estava ali...

Veio  impresso em nossa alma feito sêlo perfeito.

Grandioso , sem máscaras e sintonizado em nós

Quando ainda tínhamos a alma perfeita.

Desistiu a  ciência de  explicá-lo porque nao havia  lógica para o amor.

Mas se nasceu conosco porque não se apoderou de nós?

Porque bem cedo o deixamos ir?

Porque a vida nos ensina a   disfarçar  o amor?

Para que  ter de  admitir a dura verdade de ver nossas almas 

Que  se guardaram feito  cofres ,  reservadas , lacradas.

Porque?

. . . Inacessíveis seres de alma cristalina, somos

E na viagem vamos escondendo o amor dentro de nós.

Pintando  o amor com mais de  mil faces.

Para  nao mais medi-lo, nem alcancá-lo, nem vê-lo por completo.

E tanto nos distanciamos da essência que nos resta apenas sentir  que o mesmo amor que nos completa acaba por nos machucar.

Triste  opçao de seres libertos !

Ao  constatar que a vida fez do amor inteiro

Um quebra-cabeça do qual somos peças.

E no final... falta apenas o encaixe.

Impossível ... mas tão sonhado por nós!

 

 



- Postado por: Marisa Bragalia às 13h13
[ ]




Meus passos marquei na dura estrada com a poeira do caminho.

Desejei andar lentamente e entender o porque da vida

A vida me fez correr e eu não decifrei a história.

Meu rumo foi feito de todas as vontades.

Nao das vontades que eu tinha

Mas de vontades que tinham para mim.

Meus sonhos eram feito oceanos.

Não aqueles mares calmos desejados

Mas feitos de ondas  turbulentas e tempestades  que  tive de enfrentar.

E eu  ainda nas marés , ainda pelas vagas , ando navegando...

Minhas mãos ainda firmes buscam horizontes que nao se dissipem ao chegar

E eu pressinto paz.

Paz aos homens que fazem guerra , paz na terra dos que plantam pão , paz no interior de meu interior.

E eu queria fechar os meus olhos, apenas.

Sentir apenas, o existir.

.......................... Este poema foi inspiradamente inspirado nestas belas palavras:

André Luis Aquino][meucaminhar@yahoo.com.br][http://andre.aquino12.blog.uol.com.br]
Ao mergulhar no mar mergulho em mim, como se o mar viesse de dentro de mim, como se eu viesse de dentro do mar, amar e mar, imensos em sua imensidão, perecem infinitos, mas não são...aprendi a amar com as moças da rua, aprendi a nadar com os peixinhos do mar... Mar que leva tudo o que quer levar, amor que dói mais fundo que dor...mar navegam em ti, amor afundam em ti...

 



- Postado por: Marisa Bragalia às 13h01
[ ]




Meu grito se cala diante da noite.

Estou só.

Feito barco a deriva meu corpo balança ao sabor do vento

Em ondas que vem e que vão.

Nada mais sei do que  quero ou sou...

Apenas tenho seguido

Feito um barco bonito que cruza os mares da vida.

Assim me vêem...sorrisos que nao sorrio,

Entregas que nao me entregam...

Apenas passo

Nesta hora de pouca vontade

Resta somente o que ainda sou...

Amanhã de manhã hei de olhar novamente  a janela.

E haverá um caminho para meus pés

Que vacilam diante da minha dura certeza

De nada saber.

Apenas o mar...imenso, misterioso, tenebroso e doce

Me leva...leve...levando...sem lutas...

No doce balanço de mar !

 



- Postado por: Marisa Bragalia às 01h02
[ ]