::Eu::

 

::Meu Humor::

 

::E-mail::



bragalia@uol.com.br

:: LINK-ME ::









::MURAL::


::Os Arquivos::



11/06/2006 a 17/06/2006>
04/06/2006 a 10/06/2006>
16/04/2006 a 22/04/2006>
09/04/2006 a 15/04/2006>
16/10/2005 a 22/10/2005>
14/08/2005 a 20/08/2005>
31/07/2005 a 06/08/2005>
24/07/2005 a 30/07/2005>
17/07/2005 a 23/07/2005>
03/07/2005 a 09/07/2005>
26/06/2005 a 02/07/2005>
05/06/2005 a 11/06/2005>
15/05/2005 a 21/05/2005>
17/04/2005 a 23/04/2005>
03/04/2005 a 09/04/2005>
27/03/2005 a 02/04/2005>
20/03/2005 a 26/03/2005>
06/03/2005 a 12/03/2005>
27/02/2005 a 05/03/2005>
13/02/2005 a 19/02/2005>
06/02/2005 a 12/02/2005>
30/01/2005 a 05/02/2005>
23/01/2005 a 29/01/2005>
16/01/2005 a 22/01/2005>
09/01/2005 a 15/01/2005>
02/01/2005 a 08/01/2005>
26/12/2004 a 01/01/2005>
19/12/2004 a 25/12/2004>
12/12/2004 a 18/12/2004>
05/12/2004 a 11/12/2004>
28/11/2004 a 04/12/2004>
21/11/2004 a 27/11/2004>
14/11/2004 a 20/11/2004>
07/11/2004 a 13/11/2004>
31/10/2004 a 06/11/2004>
24/10/2004 a 30/10/2004>
17/10/2004 a 23/10/2004>
10/10/2004 a 16/10/2004>
03/10/2004 a 09/10/2004>
26/09/2004 a 02/10/2004>
19/09/2004 a 25/09/2004>
12/09/2004 a 18/09/2004>
29/08/2004 a 04/09/2004>
22/08/2004 a 28/08/2004>
08/08/2004 a 14/08/2004>
01/08/2004 a 07/08/2004>
25/07/2004 a 31/07/2004>
18/07/2004 a 24/07/2004>
11/07/2004 a 17/07/2004>
04/07/2004 a 10/07/2004>
27/06/2004 a 03/07/2004>
20/06/2004 a 26/06/2004>
13/06/2004 a 19/06/2004>
06/06/2004 a 12/06/2004>
30/05/2004 a 05/06/2004>
23/05/2004 a 29/05/2004>
16/05/2004 a 22/05/2004>
09/05/2004 a 15/05/2004>
02/05/2004 a 08/05/2004>
25/04/2004 a 01/05/2004>
18/04/2004 a 24/04/2004>
11/04/2004 a 17/04/2004>
04/04/2004 a 10/04/2004>
28/03/2004 a 03/04/2004>
21/03/2004 a 27/03/2004>
14/03/2004 a 20/03/2004>
07/03/2004 a 13/03/2004>




::Meus Amigos::


Por Tanto Amor (my life)
A vida Escrita à Mão
Antes feio, o blog
Coisas de Tio
Mar da Poesia
Mudança de Ventos
Meu Porto
HoraDoCafé
O meu Caminhar
Pobre Poeta
Pedra Brasileira
Um Barco
uma vida um poko diferente
Zumbi Escutando Blues
Imagens/Fotos p Blogs
Mais Imagens
Impressoes De Ontem
Cartas De Elise
Nasci Pra Amar Voce
Retalhos e Pensamentos
Recanto Do Celta
W r i t i n g
Noites Em Claro do Benno
Contra-indicado para diabéticos



Indique esse Blog


::Ouvindo::


Sem_Musica

 

::Layout por::

::Fotografados::

Contador:




Diante De Tantas Perdas

A notícia me faz erguer os olhos do livro.

Diante da tela vejo a menina.

Explicando-se para seus julgadores que não foi ela.

E eu penso nas atitudes nossas a cada dia.

Mania que temos de resolver coisas que não nos competem,

De responder indagações que não nos perguntam,

De encontrar respostas que não sabemos.

Julgamentos nossos

Tolos.

Frieza de nossas almas.

Fosse o homem mais humano

Seria como os animais

Que a si mesmos nao se ferem

Que na sua espécie nao se destroem.

Tivesse o homem

A capacidade de olhar aos outros como a si

Não julgaria a menina

Na sua dor.

Na sua perda.

Diante da tela da fria e ilusória Tv

Vejo a menina

E ouso acreditar que disso esquecerá

E um dia será feliz.

Um desejo bom me invade a alma.

Alma imperfeita

Essa minha.

Tomo pra mim as dores da menina

E choro a solidão dos dias seus.

Tão pequenina.

Diante de uma verdade tão dura.

...................................................(poema pensado quando li a notícia da familia que morre com sintomas de envenenamento em Campinas -SP)



- Postado por: Marisa Bragalia às 06h55
[ ]




C l ic k

O tempo marcou a hora para a foto perfeita

A alma marcou a pose, a cara, o jeito, o look

Melhor imagem...

Certeira foto

Do seu sonhar.

Densa vida de luzes e cores perfeitamente

Enquadrados numa tela plana

De lágrimas e sorrisos  sentidos

Encobertos num gargalhar.

Vida irreverente

Da moça tola

Que escrevia versos

De alma nua

Num livro escondido

Sem publicar.

Vida de sonhos que viraram horizonte

Paisagem bela, porém distante...

Página amarelada feito folha de outono

Que o tempo levou

No vento da tarde mansa.

Frio da alma que em desabrigo

Procurou a paz no amor parceiro, na poesia ,

Na prece alada do fim do dia...

Na busca eterna

Do sentimento puro... na rua cinza

Pintada de rosa

Para encantar.

Andar constante na paisagem bela

Bela e muda. Muda.

Negativos revelam

Mãos dadas, apegos, solidão de letras,

Palavras ditas , desditas...

Para poetar.

Hoje...

A máquina.

A pose.

A moça.

O tempo.

Faltando  a rima prá continuar.

 

 

 

 

 



- Postado por: Marisa Bragalia às 09h11
[ ]